عن أم سلمة هند بنت أبي أمية حذيفة -رضي الله عنها- عن النبي -صلى الله عليه وسلم- أنه قال: «إِنَّه يُسْتَعمل عَلَيكُم أُمَرَاء فَتَعْرِفُون وَتُنكِرُون، فَمَن كَرِه فَقَد بَرِئ، ومَن أَنْكَرَ فَقَد سَلِمَ، ولَكِن مَنْ رَضِيَ وَتَابَعَ» قالوا: يا رسول الله، أَلاَ نُقَاتِلُهُم؟ قال: «لا، ما أَقَامُوا فِيكُم الصَّلاَة».
[صحيح.] - [رواه مسلم.]
المزيــد ...

Segundo Um Salamah Hind filha de Abu Umayyah Huzhaifah - Que Allah esteja satisfeito com ela - conta que o profeta - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele - disse: << Serão usadas lideranças contra vós que vocês conhecerão e negarão, aquele que detestar está isento e quem negar está seguro, mas aquele que ficar satisfeito e segui-los... Perguntaram: Ó mensageiro de Allah! Devemos combate-los? Ele disse: Não, desde que observem a oração convosco >>.
Autêntico - Relatado por Musslim

Explanação

O profeta - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele - informou que seremos liderados por parte das autoridades, líderes que conhecemos algumas de suas ações; por estarem de acordo com o que se sabe da shariah, e negaremos alguns deles; por contariarem isso. Então, aquele que detestar o mal com o seu coração mas não consegue proibir; por medo do poder, deles está absolvido do pecado, e quem conseguir proibir com a mão ou com a língua e ter feito isso a eles, está seguro. Mas aquele que ficar satisfeito em seu coração com suas ações, e segui-los na ação, arruina-se como se arruinaram. Em seguida, perguntaram ao profeta - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele -: Podemos combate-los? Ele respondeu: Não, desde que realizem a oração entre vós.

Tradução: Inglês Francês Espanhola Turco Urdu Indonésia Bosnia Russa Bangali Chinesa Persa Tagalo indiano Uigur Curdo Hauçá
Ver as traduções
1: Dentre os milagres do profeta - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele - o fato dele informar sobre aquilo que iria acontecer dentre as coisas ocultas.
2: Neste hadith: há evidência da obrigatoriedade de proibir o mal de acordo com a capacidade, e não é permitido manifestar contra as autoridades, somente quando abandonarem a prática da oração porque é o que diferencia entre a descrença e Islam.
3: Diferenciar a proibição do mal e afastamento da autoridade, é shariah, não é capricho ou desobediência ou seita.
4: Não é permitido associar-se a opressores, ou ajuda-los ou desejar boas novas ao vê-los e sentar diante deles sem uma necessidade permissível.
5: Quando as lideranças inventarem aquilo que contraria a shariah; não é permitido que a ummah esteja de acordo com isso.
6: Advertência de criar tentação, controvérsia da palavra, considerar isso mais abominável do que a possibilidade do mal dos governantes desobedientes e a paciência sobre seus incômodos.
7: A oração (salat) é o título do Islam e o que diferencia a incredulidade do Islam.
8: Neste hadith há provas de que o abadono da prática da oração (salat) é descrença; isso porque não é permitido combater as autoridades exceto quando vermos uma descrença explícita diante de nós e há evidências diante de Allah. Então se o profeta - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele - nos permitiu combate-los quando não observarem a oração, isso mostra que abandono da oração é descrença explícita diante de nós e há evidências a diante de Allah.