عن ابن عمر -رضي الله عنهما- عن النبي -صلى الله عليه وسلم- «أنه نهى عن النذر، وقال: إنّ النَّذْرَ لا يأتي بخير، وإنما يُسْتَخْرَجُ به من البخيل».
[صحيح.] - [متفق عليه.]
المزيــد ...

Segundo Ibn Umar - Que Allah esteja satisfeito com ele - relatou que o profeta - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele - << Proibiu a promessa, dizendo: Na verdade, (fazer) promessa não é razão de acontecer o bem, apenas é extraído através dela o dinheiro do avarento.
Autêntico - Acordado

Explanação

O profeta - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele - probiu a promessa, e justificou que ela não é motivo de se alcançar o bem; isso porque o ser humano impõe sobre si coisas acima da sua capacidade, então teme-se que negligencie na sua prática e esteja sujeito a pecado, e pelo que há de querer a compensação de Allah - o Altíssimo - ao se empenhar na adoração com a condição de alcançar o pedido ou afastar-se do que se detesta. E talvez pensa - (Que Allah nos proteja) - que Allah - o Altíssimo - atende seu pedido, para que ele observe a sua adoração. Por esses e outros motivos, o profeta - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele - proibiu isso; por razões de segurança, a avidez na bondade de Allah - o Altíssimo - sem compensação ou condição, apenas através da esperança e súplicas. E na promessa não há vantagem; apenas é extraído através dela o dinheiro do avarento, que não pratica (nada) senão aquilo que é obrigado e tem dever de executá-lo, então pratica detestando, de forma instável, sem a base da acção, que é a boa intenção e o anseio daquilo que está diante de Allah - o Altíssimo -.

Tradução: Inglês Francês Espanhola Turco Urdu Indonésia Bosnia Russa Bangali Chinesa Persa Tagalo indiano Uigur Curdo Hauçá
Ver as traduções