عن ثابِت بْن الضَّحَاكِ -رضي الله عنه- أنه بايع رسول الله -صلى الله عليه وسلم- تحت الشجرة، وأن رسول الله -صلى الله عليه وسلم- قال: «من حلف على يمين بملة غير الإسلام، كاذبا مُتَعَمِّدًا فهو كما قال، ومن قتل نفسه بشيء عُذِّبَ به يوم القيامة، وليس على رجل نَذْرٌ فيما لا يملك» وَفِي رِوَايَة: «ولَعْنُ المؤمنِ كَقَتْلِهِ». وفي رواية: «من ادَّعَى دَعْوَى كَاذِبَةً لِيَتَكَثَّرَ بها لم يَزِدْهُ اللهُ -عزَّ وجل- إلا قِلَّةً».
[صحيح.] - [متفق عليه.]
المزيــد ...

consta de Thabit bin Azahak, que Deus esteja satisfeito com ele, que ele deu aperto de mão, compromentendo-se em apoir ao Mensageiro de Deus, saudações e bênçãos de Deus estejam com ele, de baixo da àrvore e que o Mensageiro, saudações e bênçãos de Deus estejam com ele,disse: Quem jurar em nome de uma religião além do islam, cometendo mentira e propositadamente, então considerar-se-á como o que tiver dito e, quem tirar a sua vida com recurso a um instrumento,será castigado com o mesmo no Dia do Julgamento e não recai sobre a pessoa a obrigação de prencher a promessa naquilo que não pode" e numa outra narrativa "e o amaldiçoar de um crente é tal qual sua matança" e numa outra narrativa: "Quem vangloriar-se com aspectos enganosos neles com vista a destacar-se com elas, Deus, O Altissimo não lhe aumentará senão a humilhação"
Autêntico - Acordado

Explanação

Thabit bin Azakhak Al-ansar, um dos que deram seu aperto de mão, comprometendo-se em apoiar o Profeta, saudações e bênçãos de Deus estejam com ele, debaixo da arvore na zona de Alhudaibiya, aquele disse que este último disse com base no seu sentido: quem jurar em nome de uma outra religião além do islam,dizendo ser judeu ou cristão ou adorador de fogo ou descrente ou estar distante de Deus e Seu Profeta e, tiver feito propositadamente e enganando no seu juramento, então considerar-se-á com base no que tiver dito. E aquele que tira sua vida com recurso a um instrumento, seja espada ou faca ou pistola ou algo do genero dentre os instrumentos de matança, ser-lhe-á castigado com o mesmo no Derradeiro Dia. Ademais aquela pessoa que tiver feito uma promessa de algo que não estiver no seu alcance, como libertar um escravo de dono ou dar em caridade algo que não o detem, então sua promessa é inválida, por ser inviável para quem a fez e, a pessoa que for a amaldiçoar um crente,assemelhar-se-á a sua matança, pelo facto de quem amaldiçoa e quem mata, extrapolam os limites de Deus, incorrem no pecado e merecem o castigo e quem orgulhar-se ou vangloriar-se com aspectos nele inexistentes, como a riqueza ou conhecimento ou nobreza ou estatuto social, etc buscando com isso destacar-se, Deus aumentar-lhe-á a humilhação, pois ele quis destacar-se com algo que não o possue e foi lhe compensado consoante sua intenção

Tradução: Inglês Francês Espanhola Turco Urdu Indonésia Bosnia Russa Chinesa Persa indiano Curdo
Ver as traduções