عن أبي موسى الأشعري -رضي الله عنه- عن النبي -صلى الله عليه وسلم- قال: «مثَلُ المؤمن الذي يقرأ القرآن مَثَلُ الأُتْرُجَّةِ: ريحها طيب وطعمها طيب، ومَثَل المؤمن الذي لا يقرأ القرآن كمَثَلِ التمرة: لا ريح لها وطعمها حُلْوٌ، وَمَثل المنافق الذي يقرأ القرآن كمثل الريحانَة: ريحها طيب وطعمها مُرٌّ، وَمَثَل المنافق الذي لا يقرأ القرآن كمثل الحَنْظَلَةِ: ليس لها ريح وطعمها مُرٌّ».
[صحيح.] - [متفق عليه.]
المزيــد ...

Abu Mūsa al-Ash'ari (que Allah esteja satisfeito com ele) relatou que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) disse: "O exemplo de um crente que recita o Alcorão é como o de uma cidra; cheira bem e tem gosto bom. Enquanto o crente que não recita o Alcorão é como uma tâmara, que não tem cheiro e tem bom gosto. E o exemplo de um hipócrita que recita o Alcorão é como um manjericão ; tem gosto amargo, mas cheira bem. E o exemplo de um hipócrita que não recita o Alcorão é como a colocíntida, que não tem cheiro e tem gosto amargo. "
Autêntico - Acordado

Explanação

O crente que recita o Alcorão tem uma qualidade incrível. Ele tem um coração firme que encontra paz ao recitar o Alcorão, e as pessoas que o ouvem se sentem confortáveis e recebem recompensa divina por ouvi - lo e aprender com ele. Portanto, o crente que recita o Alcorão é inteiramente bom para si mesmo e para os outros. Deve-se notar que o uso da palavra "recitar" tem como objetivo a repetição e a continuidade, até que se desenvolva como um hábito. Esse tipo de crente é como uma cidra, que tem bom gosto e cheiro, então as pessoas gostam de ambos. As cidras são especialmente citadas aqui, por estarem entre as melhores frutas em todos os países. Eles também têm boa aparência, bom gosto e um toque agradável. Por outro lado, o crente que não recita o Alcorão é como uma tâmara; não tem cheiro, mas é gostoso. Ser crente é algo bom, como uma tâmara saborosa. Tanto a crença quanto a doçura são invisíveis. No entanto, uma fruta de tâmara não tem um cheiro que as pessoas possam apreciar e, portanto, elas não se beneficiam de um crente que não recita o Alcorão. Portanto, neste caso, um crente que recita o Alcorão é muito melhor do que aquele que não o faz. A falha em recitar o Alcorão significa falha em aprendê-lo. Um hipócrita é interiormente destituído de fé, embora as pessoas se sintam confortáveis ao ouvir sua recitação do Alcorão. Portanto, sendo perverso por dentro, embora possa ser um excelente recitador do Alcorão, o hipócrita é como um manjericão, que cheira bem, mas tem gosto amargo. O cheiro bom representa a recitação e o sabor amargo representa a descrença. O ponto aqui é que o interior de ambos é terrível e corrupto. Por outro lado, um hipócrita que não recita o Alcorão, então ele é desprovido de bondade interna e externamente, é como uma colocíntida; não tem cheiro e tem gosto amargo. Portanto, a falta de cheiro representa a falta de recitação, e o sabor amargo representa a falta de crença. Com essas comparações, o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) deu exemplos do crente e do hipócrita, categorizando-os em relação à leitura do Livro de Allah, o Altíssimo. Portanto, deixe os muçulmanos se interessarem em recitar o Alcorão como bons crentes que se assemelham a frutas cítricas no cheiro e no sabor. Allah é o concedente do sucesso.

Tradução: Inglês Francês Espanhola Turco Urdu Indonésia Bosnia Russa Chinesa Persa indiano Curdo
Ver as traduções