عن عمران بن حصين -رضي الله عنهما- «أن رجلا عَضَّ يَدَ رجل؛ فَنَزَعَ يَدَهُ من فِيهِ؛ فوقعت ثَنِيَّتُهُ؛ فاختصما إلى النبي -صلى الله عليه وسلم- فقال: يَعَضُّ أحدُكم أخاه كما يَعَضُّ الفَحْلُ؛ لا دِيَةَ لك».
[صحيح.] - [متفق عليه.]
المزيــد ...

Segundo Imran ibn Hussain - Que Allah esteja satisfeito com ele - relatou que << Um homem mordeu a mão do outro homem; e (o mordido) tirou a sua mão da boca (do mordedor) e cairam seus dentes frontais; então queixaram-se ao profeta - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele - que disse: Um de vós morde o seu irmão como morde o camelo, não há compensação (diyyah) para ti >>.
Autêntico - Acordado

Explanação

Um homem se desentendeu com o outro e mordeu sua mão; o mordido tirou a sua mão da boca do mordedor; e cairam seus dentes; então queixaram-se ao profeta - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele -. O mordedor solicita a compensação pelos dosi dentes caídos, o mordido se defende dizendo que queria salvar a sua mão dos dentes. O profeta - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele - reprovou o acto do acusador, mordedor, como faz igual aquilo que a crueldade dos animais fazem: E disse: Um de vós morde seu irmão, em seguida, vem solicitar a compensação de seus dentes infractores?! Não terás compensação; pois aquele que iniciou é o agressor.

Tradução: Inglês Francês Espanhola Turco Urdu Indonésia Bosnia Russa Bangali Chinesa Persa Tagalo indiano Hauçá
Ver as traduções