عن أبي هُرَيْرة -رضي الله عنه- قال: «اقْتَتَلَتْ امْرَأَتَانِ مِنْ هُذَيْلٍ، فرمَت إحداهما الأخرى بحجر، فَقَتَلَتْهَا وَمَا فِي بَطْنِهَا فَاخْتَصَمُوا إلَى النَّبِيِّ -صلى الله عليه وسلم- فَقَضَى رسول الله: أَنَّ دِيَةَ جَنِينِهَا غُرَّةٌ- عَبْدٌ، أَوْ وَلِيدَةٌ- وَقَضَى بِدِيَةِ المرأة على عَاقِلَتِهَا، وَوَرَّثَهَا وَلَدَهَا وَمَنْ مَعَهُمْ، فَقَامَ حَمَلُ بنُ النَّابِغَةِ الهُذَلِيُّ، فَقَالَ: يا رسول الله، كيف أغرم من لا شَرِبَ وَلا أَكَلَ، وَلا نَطَقَ وَلا اسْتَهَلَّ، فَمِثْلُ ذَلِكَ يُطَلُّ؟ فقال رَسول الله -صلى الله عليه وسلم-: «إنما هذا من إخوان الكُهَّان» من أجْل سَجْعِهِ الَّذِي سَجَعَ.
[صحيح.] - [متفق عليه.]
المزيــد ...

Segundo Abu Huraira - Que Allah esteja satisfeito com ele - relatou: << Duas mulheres de Huzhail lutaram e uma delas atirou uma pedra atingindo a outra, que veio a falecer junto com o feto dela, então, levaram a quixa ao profeta - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele -, e o mensageiro de Allah julgou: que a compensação (diyyah) sobre o feto dela é de um escravo ou escrava - e julgou que a compensação sobre a mulher (morta) será paga pelos familiares daquela que matou, que terão que fazer herdar o filho dela e aqueles que estão com eles. Hamalu ibn An-Nabighat Al-Huzhali levantou-se e disse: Ó mensageiro de Allah! Como vou pagar multa para quem não bebeu, nem comeu, nem falou e nem gemeu, algo como isso é cancelado! O mensageiro de Allah - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele - disse: << Isso ocorre apenas nos irmãos sacerdotes >>. Em razão da maneira que exprimiu as suas palavras.
Autêntico - Acordado

Explanação

Duas mulheres que eram companheiras pertencentes a tribo Huzhail discutiram e uma delas atirou uma pedra pequena sobre a outra, que geralmente não mata, mas acabou matando ela e o feto que está no ventre dela. O profeta - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele - julgou que a compensação sobre o feto, é um escravo ou escrava, seja o feto macha ou fêmea, e deve ser cobrada da matadora. E julgou sobre a mulher morta, uma compensação, pelo facto de que seu assassinato for quase deliberado, é cobrada aos familiares da mulher (que matou), porque é baseada no apoio e uns aos outros e igualdade recíproca e pelo facto de que o assassinato não foi proposital. E pelo facto da compensação ser herança depois da morta, deve levar seu filho junto com aqueles que estão com eles dentre os herdeiros, e a familia não terá nada dela. Hamalu ibn An-Nabighat - que é o pai da mulher que matou - disse: Ó mensageiro de Allah! Como vamos pagar multa de quem nasceu morto, nunca comeu, nunca bebeu, nunca falou para com isso sabermos da sua vida? Dizia isso com um discurso retórico. O profeta - Que a paz e bençãos de Allah estejam sobre ele - detestou seu discurso, pelo facto de negar as regras da shariah através desta retórica imposta que imita os sacerdotes que devoram os bens das pessoas através da falsidade.

Tradução: Inglês Francês Espanhola Turco Urdu Indonésia Bosnia Chinesa Persa Tagalo indiano Uigur Hauçá
Ver as traduções